Mídias, mediações, mediascapes: comunicação nas dinâmicas globais da cultura

Mariana Marchesi, Lívia Silva de Souza, Beatriz Redko

Resumo


O presente trabalho se propõe a delinear um percurso teórico entre três importantes pensadores da cultura e da mídia no contexto da globalização: Jesus Martín Barbero, Marshall McLuhan e Arjun Appadurai. Tal percurso terá como principais pontos de passagem: 1) O conceito de mediação em Barbero (1997), apontando para a comunicação e para os media como inerentes aos processos de produção de sentido e diferença cultural das culturas contemporâneas; 2) a concepção de mídia para McLuhan (1972), entendida como meio de forma extensiva e não instrumental, constituinte da nossa própria ecologia cognitiva; 3) O conceito de mediascape, de Appadurai (1996), identificado como um dos fluxos disjuntivos fundamentais para entender as dinâmicas globais de transformação e reprodução cultural. O diálogo entre estes autores indica um caminho fértil para a investigação das relações entre comunicação e cultura num mundo globalizado e crescentemente digitalizado. O objetivo deste trabalho é explorar seus pontos de contato, esboçando os primeiros contornos de um mapa que permita navegar entre fronteiras epistemológicas cada vez mais imprecisas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Diretório e Indexadores