Televisão alternativa: outras notícias, outras telas

Natalia Vinelli

Resumo


Este artigo apresenta alguns dos resultados de uma pesquisa sobre a televisão alternativa na Argentina durante o período de 1987 a 2013. O fenômeno é atravessado por vários contextos legais, tecnológicos e político-econômicos que restringiram a experiência científica e, por isso, ampliaram ou reduziram as possibilidades da pesquisa. Aqui, o artigo se detém aos aspectos relacionados à estrutura de programação, às rotinas de produção e ao exercício do Jornalismo em canais alternativos durante a fase de convergência tecnológica; em particular durante o período de debate, aprovação e posterior implantação da Lei de Serviços de Comunicação Audiovisual (LSCA). Quais são as implicações para a evolução dos meios de comunicação sem fins lucrativos ao optar por serem constituídos como uma expressão de projetos políticos mais amplos? Que tipo de tela compõe a comunicação alternativa? O que se entende por "notícia" e como se trabalha com as fontes de informação? Qual é a estratégia global de programação nos canais de televisão que são identificados como alternativos, comunitários ou populares? Para responder a estas perguntas, trabalhou-se com uma amostra de canais da Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA), na qual se projetou uma análise em profundidade, que está resumida neste artigo.

Palavras-chave


Televisão Alternativa; Comunicação Alternativa; Jornalismo; Contrainformação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Diretório e Indexadores

Directory of Open Access Journals

 

 

 

Início

- DOAJ (Directory of Open Access Journals): https://doaj.org/toc/2317-4919

- Latindex - http://www.latindex.unam.mx/buscador/ficRev.html?opcion=1&folio=24643

- Seer/ Ibict - http://seer.ibict.br/index.php?option=com_mtree&task=viewlink&link_id=3032&Itemid=109

- Livre! -  https://portalnuclear.cnen.gov.br/livre/Inicial.asp

- Sumarios.org - http://sumarios.org/revistas/par%C3%A1graforevista-cient%C3%ADfica-de-comunica%C3%A7%C3%A3o-social-da-fiam-faam