Topologias de espaços híbridos na era da Internet das Coisas

Fernanda da Costa Portugal Duarte

Resumo


Este artigo discute como a mineração de dados produz representações espaciais multi-escalares na contemporaneidade: da escala íntima dos dados fisiológicos individuais à dimensão global dos modelos preditivos da big data. Para compreender os arranjos entre essas escalas, caracterizamos a mineração de dados como ação epistêmica da materialidade digital e, portanto geradora de formas de saber algorítmicas. A partir daí, revisitamos o conceito de espaços híbridos (SOUZA E SILVA, 2006) e analisamos como diversas práticas de coleta, análise e reapropriação de dados constituem topologias fundadas sobre práticas de anotação espacial (data annotation), visualização de dados (criação de data doubles) e modelos preditivos.

Palavras-chave


Espaços híbridos; Internet das coisas; Big data; Episteme digital

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Diretório e Indexadores