Examinando uma técnica algorítmica: o classificador de bayes como uma leitura interessada da realidade

Bernhard Rieder

Resumo


Este artigo descreve a noção de “técnica algorítmica” como um meio-termo entre algoritmos concretos, algoritmos implementados e a crescente área de estudos e teorizações sobre software. As técnicas algorítmicas especificam princípios e métodos para realizar atividades em um meio de software. Portanto, estes princípios e métodos constituem unidades de conhecimento especializado no âmbito da criação e desenvolvimento de softwares. Neste estudo, proponho que as técnicas algorítmicas são um objeto adequado de estudo nas áreas de ciências sociais e humanas, visto que elas capturam os princípios e técnicas centrais que se escondem detrás de softwares e raramente utilizam uma linguagem ou são descritas de forma acessível. Para propor meu estudo de caso, eu concentro o foco de análise no campo da ordenação informacional. Em primeiro lugar, discuto a ampla trajetória histórica do raciocínio formal ou “mecânico” aplicado a questões comerciais e governamentais. Em segundo lugar, foco minha investigação em uma técnica algorítmica específica: o classificador de Bayes. Essa técnica é explicada através da leitura da obra original de M. E. Maron escrita no começo dos anos 1960. A obra é apresentada como uma maneira de sujeitar uma realidade empírica e “dataficada” a uma leitura interessada que atribua significado para cada variável na relação com um objetivo operacional. Após a discussão sobre o classificador de Bayes em relação a questões de poder, o artigo retoma sua motivação inicial e defende uma crescente atenção às técnicas algorítmicas nos estudos de software.


Palavras-chave


Técnicas algorítmicas; Classificador de Bayes; Estatística; Relações de poder

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Diretório e Indexadores